Silvânia

História da Cidade

Silvânia teve início por volta do ano de 1774, com a descoberta de lavras de ouro na região. Isso atraiu aventureiros de diversas regiões, inclusive da Bahia, os quais trouxeram consigo uma imagem de Nosso Senhor do Bonfim, o qual deu nome ao arraial que ali surgira. Somente no ano de 1833 O arraial recebeu o título de vila. A vila obteve o foro de cidade em 5 de outubro de 1857.

O nome Bonfim, foi alterado para Silvânia em 1943, em homenagem à família Silva, de Vicente Miguel da Silva e seus descendentes, que ocupavam cargos de grande prestígio na cidade.

Do município de Silvânia, foram desmembrados alguns municípios: Vianópolis, Leopoldo de Bulhões, São Miguel do Passa Quatro e Gameleira de Goiás. Silvânia continua sendo um importante polo comercial e educacional da região da estrada de ferro.

População | 19.096 habitantes (Censo IBGE 2010)

Aspectos Geográficos

Distante 82 km de Goiânia, 78 km de Anápolis, 140 km de Caldas Novas e 160 km de Brasília. Possui área de 2.264,769 km2. Está situado no Sul Goiano, tendo como municípios limítrofes: Abadiânia, Alexânia, Luziânia, Orizona, Vianopólis, São Miguel do Passa Quatro, Bela Vista, Caldazinha, Leopoldo de Bulhões,Gameleira de Goiás, Anapólis.

Aspectos Cívicos

Hino de Silvânia (1974)
Letra e Música de Maria Neri Silva Abreu

Saudemos com alegria,
Nossa Silvânia querida,
Pois nela sempre encontramos
Calorosa e boa acolhida
Cidade maravilhosa,
Onde o sol é mais brilhante
E a forte mocidade,
Caminhando sempre avante
Tem a luz da instrução
É a sede do saber
E o povo unido segue,
O caminho do dever
Cantemos numa só voz
E com todo coração
Um viva de amizade,
Paz, amor e gratidão
Viva, viva, viva Silvânia,
Terra linda e gentil,
"Berço de grandes heróis"
E um cantinho do Brasil

Em todos os eventos cívicos, além do Hino Nacional Brasileiro, os silvanienses fazem questão de entoarem o Hino de Silvânia.

Bandeira Municipal

Bandeira

As Cores:

Azul escuro: Significa as dificuldades e as lutas pelas quais uma cidade em desenvolvimento passa.

Amarelo: Riqueza mineral. O ouro, abundante na região, foi a causa da descoberta e povoamento da cidade.

Azul Claro: Círculo de integração: a simplicidade e o acolhimento.

Cruz Branca: Fé e cultura – riqueza religiosa. A luz da fé é que faz a grandeza de um povo; e a busca pela cultura o torna mais sábio.

Estrela: Ideal de crescimento. Busca de forças para novos empreendimentos. Nunca parar. Estímulo para recomeçar sempre.

Verde (Município): Riqueza vegetal. Presença marcante no mapa: Silvânia existe! Sua existência orgulha seu povo.

As cores da Bandeira são as mesmas da Bandeira Nacional. Isto quer dizer que SILVÂNIA faz parte do todo.

Brasão

Brasão

O Brasão foi concebido por Fátima Leão e Terêncio de Oliveira e desenhado pela irmã Vitalina Dinah Lousa. Tem a forma de um escudo; em seu interior e fora dele, são realçadas as riquezas animal (pecuária) e vegetal, a última simblizada pelo café, algodão, trigo e cana-de-açúcar. A picareta relembra o trabalho nas ricas minas bonfinenses, descobertas por volta de 1770; já o livro reafirma conceito generalizado no Estado: “Silvânia, berço da cultura”; o facho aceso exprime a fé religiosa da população do município; ao alto, indicando a comuna, a legenda: “Silvânia – Goiás”; embaixo, numa faixa, a data de sua emancipação política – 5 de outubro de 1857.

Aspectos Religiosos

O santo padroeiro é Nosso Senhor do Bonfim.

Vínculo muito forte com o catolicismo, Silvânia conta com o Instituto Auxiliadora e Ginásio Anchieta, da Congregação Salesiana; Aprendizado Marista Padre Lancísio, da Congregação Marista.

Economia da Região

Agricultura e pecuária e com comércio dinâmico. Conta com quatro agências bancárias, bons hotéis e restaurantes.

Feriados Municipais

14 de setembro - Dia de Nosso Senhor do Bonfim - Padroeiro da Cidade

05 de outubro - Aniversário de Silvânia